• Qualquer computador conectado ao switch pode transmitir dados para os outros computadores conectados ao mesmo switch.
  • Ao contrário dos switches físicos, os switches virtuais criados no Hyper-V podem ter um número ilimitado de portas.
  • Sem um switch, as máquinas virtuais criadas no Hyper-V não podem se comunicar umas com as outras.

switch de rede externo – porque fornece conexões de fora do ambiente do Hyper-V. As máquinas virtuais que estiverem sendo executadas no servidor poderão acessar a rede à qual o adaptador físico estiver conectado.

Switch de rede interno – as máquinas virtuais não poderão acessar a rede física pelo adaptador físico. As VMS irão enxergar as demais VMS e HOST apenas.

Switch de rede privado – Um switch de rede privado só existe no servidor Hyper-V e só pode ser acessado pelas máquinas virtuais sendo executadas no servidor. Ou seja, VMS enxergarão apenas VMS e não ao HOST.

As extensões de cada comutador virtual:

  • Serve para capturar o tráfego de rede para que possa ser lido pelo Microsoft Windows Network Monitor (netmon).

Para criar um novo switch virtual com o Windows PowerShell, use o cmdlet New-VMSwitch, como nos exemplos a seguir:

  • new-vmswitch -name Internet -netadaptername “Lan” – EXTERNO
  • new-vmswitch -name Lan –switchtype internal – Interna – INTERNO
  • new-vmswitch -name private –switchtype private – Privada(Private)
Fale com o professor diretamente pelo Whatsapp

Fale com o professor diretamente pelo Whatsapp

Tire todas as suas dúvidas sobre nossos cursos! Participe dos nossos grupos exclusivos e ganhe descontos, dicas e muito mais!

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário